sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Metodologia do jogo condicionado para o aprendizado das funções e posições no futsal




No Futsal moderno os jogadores ocupam vários lugares na quadra, jogam normalmente sem posição fixa. O importante é que o atleta/aluno desempenhe a função determinada pelo treinador. Para isto devemos treinar nosso atleta/aluno em todas as funções. Todas as funções e posições têm suas características próprias e para isto devemos treina - las especificamente. Existem cinco funções no Futsal: Goleiro, Fixo, Ala Direita, Ala Esquerda e Pivô.

Em estudo organizado pelo professor Nicolino Bello 1998, observou-se que o fixo e os alas percorrem uma maior metragem que os pivôs durante uma partida de Futsal, sendo os alas os que mais andam na quadra. Neste mesmo estudo evidenciou-se que os pivôs tocam mais na bola que os alas e os fixos. A respeito deste assunto temos poucos trabalhos publicados, por esta razão pretendo escrever algo a respeito.

Este trabalho de jogos condicionados para treinar as posições no Futsal, é um método novo onde dividimos a quadra em espaços e funções, onde nossos alunos/atletas devem cumprir funções na quadra, e principalmente aprendem a se posicionar na quadra não ocupando o espaço dos colegas ou correndo errado. Neste método tentamos fazer com que nossos alunos/atletas, não joguem todos no mesmo setor, ou todos em volta da bola.

Começamos de forma intuitiva e premeditada dando-lhes funções e posicionamentos. Podemos utilizar estes jogos da iniciação ao alto nível, dependendo é claro do objetivo que queremos alcançar. Para trabalharmos com jogos condicionados nesta perspectiva faz-se necessário caracterizar as funções e posições do futsal.

FUNÇÃO DE GOLEIRO

Talvez seja o jogador mais importante da equipe, deve coordenar a equipe, pois joga de frente para o adversário. Hoje também, o goleiro têm que saber usar os pés como passador e ter bom chute. Lançar com as mãos e reposição rápida com a bola é fundamental para o goleiro. Deve orientar sua equipe o tempo todo, vibrando com a mesma. Deve saber os movimentos táticos, principalmente os de saída de bola e dar cobertura ao sistema defensivo. Atenção é primordial para esta posição.

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS - altura ideal de 1.70 á 1.85, o goleiro deve ter: agilidade, flexibilidade, equilíbrio, coordenação, impulsão, velocidade de reação.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS - pegada, habilidade com as mãos, queda e rolamento, reposição e lançamento com as mãos, passe, chute.

CARACTERÍSTICAS TÁTICAS - colocação, saída do gol, entrosamento com a defesa, reposição rápida de bola, armação de jogadas com pé e mão.

CARACTERÍSTICAS PSCICOLÓGICAS - liderança, coragem, controle emocional, atenção, concentração, tranqüilidade e iniciativa.

FUNÇÃO DE FIXO

Geralmente é o atleta encarregado de desarmar as jogadas dos adversários, são atletas de excelente marcação. Hoje também são criadores de jogadas, com bom chute de longa distância. Deve ter grande senso de distribuição de jogo e cobertura. O fixo deve ter bom sincronismo com os alas e com o goleiro na marcação. O pivô adversário é quem marca o fixo, por isto ele deve saber deslocar-se, para sair nas costas do adversário e criar situações de vantagem no ataque. Antecipação é fundamental para ser um bom fixo.

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS - altura ideal de 1.75 á 1.85. Os fixos devem ter agilidade, impulsão, força, coordenação e velocidade de reação.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS - antecipação, marcação, chute, passe, cabeceio e deslocamentos.

CARACTERÍSTICAS TÁTICAS - colocação, entrosamento com o goleiro, noção de cobertura, domínio da antecipação, saber usar o corpo e noção de ocupação de espaço.

CARACTERÍSTICAS PSCICOLÓGICAS - coragem, controle emocional, tranqüilidade, decisão, determinação e iniciativa.


FUNÇÃO DOS ALAS

São responsáveis pela armação das jogadas. Devem deslocar-se constantemente, com ou sem bola. È importante ter na equipe sempre um jogador destro e um canhoto em cada ala. Normalmente os alas jogam em posições invertidas (ala direito no lado esquerdo e ala esquerda no lado direito). Os alas devem ser jogadores que utilizam bem os espaços vazios da quadra, com grande percepção das jogadas e precisão nos passes. Devem saber marcar e atacar na mesma proporção, ter excelente controle de bola, dribles e boa finalização são características importantes para os alas.

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS - altura ideal de 1.65 á 1.75, Os alas devem ter: agilidade, resistência aeróbia e anaeróbia, coordenação, força e velocidade.
CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS - drible, passe, deslocamentos, condução, chute e marcação.

CARACTERÍSTICAS TÁTICAS - armação das jogadas, coberturas, atacar e defender, boa finalização, criatividade e visão de jogo.

CARACTERÍSTICAS PSCICOLÓGICAS - coragem, combatividade, controle emocional, agressividade, determinação e iniciativa.

FUNÇÃO DOS PIVÔS

Quase sempre é o jogador que têm maior poder de finalização, também como característica a proteção da bola de costas. È importante para o pivô saber o tempo certo de passar a bola para seus companheiros. Hoje, o pivô têm que se preocupar com a marcação, pois é dele o primeiro combate. Existem pivôs de referência (mais parado na frente) e pivôs de movimentação (deslocam-se pela quadra).

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS - altura ideal de 1.75 á 1.85, Os pivôs devem ter agilidade, força, equilíbrio, impulsão e velocidade de reação.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS - controle de bola, cabeceio, drible, finalização, passe, recepção, finta, deslocamento lateral e antecipação.

CARACTERÍSTICAS TÁTICAS - colocação, criar espaços, servir os companheiros, primeiro combate, movimentação e conclusão.

CARACTERÍSTICAS PSCICOLÓGICAS - decisão, determinação, coragem, personalidade e agressividade.

Após caracterizarmos as posições e as funções dos jogadores de futsal, mostrarei a técnica de trabalho dos jogos condicionados com cinco exemplos. Estes cinco exemplos de jogos são organizados numa progressão metodológica e pedagógica, e serve também como iniciação ao aprendizado dos sistemas táticos ofensivos 2.2 3.1 e 4 em linha. Os jogos podem ser aplicados em qualquer faixa etária atendendo o critério da progressão cognitiva e motora dos alunos/atletas.

JOGOS CONDICIONADOS PARA AS POSIÇÕES E FUNÇÕES NO FUTSAL

1-JOGO – 2 x 2 - QUADRA NA VERTICAL

MATERIAL – 1 bola de futsal, giz e marcadores de quadra.
FAIXA ETÁRIA – a partir dos 7 anos.

OBJETIVOS TÉCNICOS - passe, recepção, chute, marcação, antecipação, drible, finta e deslocamentos.

OBJETIVOS GERAIS - noção de ataque / defesa, cobertura, noção de marcação individual, diminuir espaços, noção de marcação por zona, atenção, noção da função de alas e noção do sistema 2.2 e 4.0.

OBJETIVOS ATITUDINAIS - inclusão, respeito aos limites do colega, cooperação, respeito à integridade do colega, valorização aos jogos, autonomia, respeito às regras e criatividade.

DESCRIÇÃO – jogo de futsal, mas a quadra é dividida pela metade na vertical em direita e esquerda, onde os jogadores realizarão as funções de alas, não podendo mudar de setor.

2- JOGO 2 x 2 QUADRA NA HORIZONTAL
MATERIAL – 1 bola de futsal, giz e marcadores de quadra.
FAIXA ETÁRIA – a partir dos 7 anos.

OBJETIVOS TÉCNICOS - passe, recepção, chute, marcação, antecipação, drible, finta e deslocamentos.

OBJETIVOS GERAIS - noção de ataque / defesa, cobertura, noção de marcação individual, diminuir espaços, noção de marcação por zona, atenção, noção das funções de fixos e pivôs e noção do sistema 2.2.

OBJETIVOS ATITUDINAIS - inclusão, respeito aos limites do colega, cooperação, respeito à integridade do colega, valorização aos jogos, autonomia, respeito às regras e criatividade.

DESCRIÇÃO – jogo de futsal, mas a quadra é dividida pela metade na horizontal, onde os jogadores realizarão as funções de fixos e pivôs, não podendo mudar o setor.

3- JOGO DA QUADRA DE VOLEI

MATERIAL – 1 bola de futsal, giz e marcadores de quadra.
FAIXA ETÁRIA – a partir dos 15 anos.

OBJETIVOS TÉCNICOS - passe, recepção, chute, marcação, antecipação, proteção de bola, giro, drible, finta e deslocamentos.

OBJETIVOS GERAIS - noção de ataque / defesa, cobertura, noção de marcação individual, inteligência tática, diminuir espaços, noção de marcação por zona, atenção, noção das funções de alas, fixos, pivôs e noção do sistema 3.1 e 4.0.

OBJETIVOS ATITUDINAIS - inclusão, respeito aos limites do colega, cooperação, respeito à integridade do colega, valorização aos jogos, autonomia, respeito às regras e criatividade.

DESCRIÇÃO – jogo de futsal, mas na quadra de vôlei jogam os alas. O pivô e o fixo jogam pelos lados da quadra.

VARIAÇÂO 1 – trocar os posicionamentos (alas fora e pivô e fixo dentro da quadra de vôlei).
VARIAÇÃO 2 - o pivô só joga na quadra de ataque e o fixo na quadra de defesa.

4- JOGO DA QUADRA EM TRIÂNGULOS (X)

MATERIAL – 1 bola de futsal, giz e marcadores de quadra.
FAIXA ETÁRIA – a partir dos 15 anos.

OBJETIVOS TÉCNICOS - passe, recepção, chute, marcação, antecipação, proteção de bola, giro, drible, finta e deslocamentos.

OBJETIVOS GERAIS - noção de ataque / defesa, cobertura, noção de marcação individual, inteligência tática, diminuir espaços, noção de marcação por zona, atenção, noção das funções de alas, fixos, pivôs e noção do sistema 3.1.

OBJETIVOS ATITUDINAIS - inclusão, respeito aos limites do colega, cooperação, respeito à integridade do colega, valorização aos jogos, autonomia, respeito às regras e criatividade.

DESCRIÇÃO – jogo de futsal, mas a quadra é dividida em 4 setores em forma de triângulo (duas faixas na diagonal) onde os jogadores realizarão as funções de alas, pivôs e fixos, não podendo mudar de setor. O pivô pode se deslocar pelos triângulos ofensivos como variação para o jogo.

5- JOGO DA QUADRA 3 FAIXAS NA VERTICAL

MATERIAL – 1 bola de futsal, giz e marcadores de quadra.
FAIXA ETÁRIA – a partir dos 15 anos.

OBJETIVOS TÉCNICOS - passe, recepção, chute, marcação, antecipação, drible, finta e deslocamentos.

OBJETIVOS GERAIS - noção de ataque / defesa, cobertura, noção de marcação individual, diminuir espaços, noção de marcação por zona, atenção, noção das funções de alas, fixos, pivôs e noção do sistema 3.1.

OBJETIVOS ATITUDINAIS - inclusão, respeito aos limites do colega, cooperação, respeito à integridade do colega e regras, valorização aos jogos, autonomia e criatividade.

DESCRIÇÃO – jogo de futsal, mas a quadra é dividida em três setores na vertical, onde os jogadores realizarão as funções de alas, pivôs e fixos, não podendo mudar de setor.

VARIAÇÃO 1 – O pivô pode jogar em toda a meia quadra de ataque.

VARIAÇÃO 2 – O pivô e o fixo podem jogar em toda meia quadra de ataque.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Este trabalho é fruto de estudo diário e observação constante de técnicos e professores. Penso que estou contribuindo com uma nova técnica de trabalho para o futsal, esta mais motivante e desafiadora. Os exemplos citados podem servir de origem e inspiração para outras dezenas de jogos condicionados visando o aprendizado das posições e funções no futsal. Basta que nós, técnicos e professores coloquemos nossa imaginação e façamos nossa criatividade aflorar e prol do aprendizado do futsal.

Autor: Otávio Nogueira Balzano


Comente:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do blog