quarta-feira, 31 de outubro de 2012

O treinamento da respiração no Nado Borboleta





A primeira parte do estilo que eu trabalho com nadadores mais jovens é a respiração. A posição da cabeça é muito importante não só no borboleta, mas como em todos os estilos tornando-os mais econômicos e eficientes. A posição da cabeça precisa ser neutra durante toda a ação do nado. Quando a inspiração é feita, o levantamento da cabeça deve ser o mínimo possível.

Denomino como a pressão do corpo para frente e para baixo. O termo pressão do T, é exatamente a forma que descreve a posição dos ombros e peito na hora da entrada. Uma linha desenhada desde o ombro do lado direito até o esquerdo e do pescoço até a coluna descreve o T. Quanto mais a frente o nadador coloca o T, menos para baixo, mais alinhado será o corpo. Quando a inspiração é feita, a mesma amplitude deve ser alcançada, com os olhos visualizando a frente num ângulo de 45 graus ou menos.
Um educativo para desenvolver esta posição do corpo é realizar treinamento com pés de pato e snorkels.

O nadador deve se movimentar pela água em movimentos de ondulação aumentando a sua velocidade e sentindo o T se movimentando para a frente e levemente para baixo.
Quando os nadadores atingirem a posição ideal do corpo, o snorkel deve ser colocado de lado e a prática deve ser feita com a respiração sendo executada na posição mais baixa possível.

A respiração deve ser feita a cada 4 pernadas e o movimento de levantamento da cabeça deve ser feito procurando não afetar a postura do corpo na água.

Com a progressão do nadador nestes educativos, os braços podem ser incorporados no movimento a cada 4 pernadas.Gradualmente trabalhando até se chegar ao estilo normal e completo. O passo final para o nado será borboleta com pés de pato e concentrando na execução do T repirando a cada dois ciclos de braçada.


Comente:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do blog