terça-feira, 13 de novembro de 2012

A resistência e potência muscular





 A maior massa de tecido humano está presente no músculo esquelético. O envelhecimento traz uma diminuição pausada e progressiva da massa muscular, resultando que o tecido nobre seja gradativamente substituído por colágeno e gordura.


A perda pode ser demonstrada a partir:


- Excreção da creatinina urinária

- Tomografia Computadorizada onde se nota a partir dos 30 anos a diminuição da secção transversal dos músculos, ocorrendo a menor densidade muscular e maior conteúdo intramuscular.

- Uma perda gradativa e seletiva das fibras esqueléticas a partir da atrofia muscular.


O número de fibras musculares do idoso são 20% menor do que no adulto, adultos sedentários ao chegar aos 80 anos apresentam um declínio para menos de 30% das fibras. A atividade física é uma ferramenta para equilibrar o desempenho das alterações metabólicas que o organismo presencia com o passar dos anos.


O organismo adapta-se ao aumento da intensidade de exercícios pelo uso das fibras.


O adulto apresenta o músculo esquelético constituído por quantidades iguais de fibras.


As fibras de: contração lenta (tipo I) e de contração rápida (tipo II) que possuem subdivisões.


- Fibra Contração lenta (tipo I): Apresentam um maior número de mitocôndrias e são residentes á fadiga.

- Fibra de Contração rápida (tipo II): Apresentam características contráteis rápidas e são dotadas das mesmas características da contração lenta. Seu potencial está no metabolismo anaeróbico.


Conhecer as características das fibras auxilia o desempenho atlético permitindo uma maior qualidade de vida e resistência nos treinos.




Comente:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do blog