terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Futsal como formador de atletas de futebol




Para Fonseca (2007), cada vez mais o Futsal tem sido apontado como importante fator de contribuição nos trabalhos de formação de jogadores de futebol. Para autora o Futsal é um diferencial na aquisição e no desenvolvimento das habilidades motoras, na tomada de decisão, nas movimentações de curta e rápida mudança de direção. Neste sentido foi adaptado de (MULLER ET AL, 1996; FREIRE E SCAGLIA, 2003), as estruturas funcionais dos jogos coletivos para demonstrar a contribuição do futsal para o futebol.

O Regulamento – No futsal o contato corporal é limitado pelo número de faltas, pois a partir da sexta falta coletiva, a equipe sofre um tiro livre direto da linha dos dez metros (SANTANA, 2004). Neste sentido os atletas de futsal têm que realizar a marcação com maior prudência, não realizando faltas desnecessárias e procurando sempre desarmar na bola o adversário. Já no futebol por não existir este regulamento, observamos muitas vezes, faltas desnecessárias perto da área (DRUBSCKY, 2003).

A Técnica – No futsal o adversário fica muito perto, os espaços são pequenos, os atletas devem utilizar-se da habilidade para desvencilhar-se com êxito das situações problema (NAVARRO; ALMEIDA, 2008). Os fundamentos técnicos também são utilizados constantemente nas tomadas de decisões, e os gestos motores são de grande velocidade e intensidade (BALZANO, 2007). No futebol a utilização da técnica esta interligada ao piso irregular e a bola mais leve. A velocidade e a intensidade do gesto motor são mais lentas neste esporte (LEÃES, 2003).


O Espaço – No futsal são dez jogadores e um espaço pequeno, a muita intensidade nas mudanças de ataque e defesa (jogador universal) e o piso deixa o jogo mais rápido em relação ao futebol. Neste sentido o atleta de futsal deve estar mais atento às ações do jogo, percebendo e antecipando os lances com mais frequência e velocidade (SAAD, 2002). Aproveitando-se também das mudanças de direção (fintas) da corrida para ganhar espaço. Mudanças de direção (fintas), observadas no futebol de campo apenas nas bolas paradas (PAOLI, 2005).


O Tempo – No futsal o atleta deve cobrar lances de bola parada e controlar a bola na sua área de meta em quatro segundos (NAVARRO; ALMEIDA, 2008). Desta forma o jogador de futsal deve tomar decisões, antecipar os lances, perceber as ações dos adversários e ler o jogo, com mais velocidade. Outro aspecto importante no futsal é a penalização pelo jogo passivo (não atacar), no futebol a posse de bola pela equipe que está ganhando é muito importante, pois desta maneira o adversário não recupera a posse de bola para tentar um novo ataque (MAYER, 1996). Neste sentido o atleta de futsal condicionado a jogar rápido, pode levar vantagem na movimentação e na troca de passes para manter a posse de bola no futebol.

A Comunicação motora – O futsal sendo um jogo tático de mudanças constantes de ataque e defesa faz com que o jogador conviva nos treinos e jogos, com sinais, gestos, símbolos com muita frequência, aprimorando a leitura motora e visual dos adversários e colegas (SAMPEDRO, 1997). Desta forma, o atleta de futsal pode chegar com um conhecimento tático que pode contribuir na sua adaptação ao futebol.

A Estratégia/tática – O futsal é um desporto com ênfase no sentido estratégico e com mais ações táticas individuais, grupais e coletivas entorno da bola e quadra (LOZANO CID, 1995). Seus atletas estão habituados com processo tático, desde as categorias de base (FONSECA, 2007). Neste sentido, a bagagem tática dos jogadores de futsal pode ser muito relevante e útil na condução do jogo de futebol. Pois segundo Luxbacher (1999), o treino de futebol não é tão exigente neste quesito, principalmente nas categorias amadoras.

Retirado daqui


Comente:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do blog