terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Para onde vai o ácido lático do organismo?




Processado no organismo, existem quatro destinos possíveis para o ácido lático:

1) Eliminação pelo suor e pela urina durante a recuperação após um exercício;

2) Conversão em glicose e/ou glicogênio. Responsável por apenas uma pequena fração do total removido;

3) Conversão em proteína. Também apenas uma quantidade relativamente pequena é eliminada desta forma;

4)Oxidação/conversão em CO2 e H2O. O uso do ácido lático como combustível metabólico para o sistema aeróbico é responsável pela maior parte do total removido durante a recuperação.

Como bem se vê, embora possa contribuir para a fadiga muscular, o ácido lático não é apenas um produto inútil do metabolismo. Serve também como fonte de energia, como forma de eliminação de carboidrato dietético e como base para a formação de glicose do sangue e de glicogênio no fígado.

É importante lembrar que a concentração de um metabólico como o ácido lático, que entra e sai do sangue rápida e continuamente, é tão somente o resultado da diferença entre os índices de entrada e de saída no sangue. Portanto, um aumento da concentração não significa necessariamente que sua produção tenha aumentado - a diminuição na velocidade de eliminação também pode fazer subir a concentração no organismo.

Seja como for, sabe-se hoje que o ácido lático é metabolizado muito velozmente, e que sua quantidade no sangue ou no músculo, a qualquer instante, é extremamente menor em comparação com a grande quantidade que é continuamente produzida e eliminada.



Comente:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do blog