quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Treinamento de base e sua importância no início da temporada




http://img.ibxk.com.br/2012/8/materias/67754936439818.jpg

O conceito de periodização no treinamento foi revelado originalmente em 1972 por um cientista russo e incorporado nos esquemas de treinamento para atletas, tanto novatos quanto de elite. A idéia de periodização consiste em subdividir um período específico de treinamento (macrociclo) em períodos menores ou fases (mesociclos), com cada mesociclo sendo separado novamente em microciclos semanais.

O treinamento deve ser planejado com objetivos claros ao longo de um período (temporada). Dentro deste planejamento estão os períodos específicos de cada época e que em cada um deles o atleta deve ter total concentração e dedicação, pois irão em sua totalidade contribuir para a sua performance. Estes períodos geralmente estão divididos em período preparatório básico, especifico competitivo e transição.

O fracionamento do macrociclo em suas partes componentes tem por finalidade manipular a intensidade do treinamento, o volume, a freqüência, as séries, as repetições e os períodos de repouso (para prevenir o supertreinamento) e alterar a variedade das sessões de treino. Espera-se com isso uma redução de quaisquer efeitos negativos do treinamento e culminar em um desempenho máximo do indivíduo ao final do período do macrociclo.

O treinamento planejado sistematicamente almejando objetivos claros e específicos ao longo da temporada é composto de inúmeros detalhes que irão resultar no sucesso ou não dos objetivos dentro da periodização.

O período de base é o inicio de todo um planejamento do treinamento ao longo da temporada. O treinamento de base é caracterizado por exercícios que irão preparar o corpo para futuras cargas de treinamento, isso dentro do atletismo, corridas de rua ou qualquer outra modalidade esportiva. Pensando nos atletas amadores, mas que ao mesmo tempo realizam um calendário com varias provas e objetivos desafiadores ao longo do ano iremos imaginar que uma grande parte utiliza esta época de festas para o descanso, seja por uma questão social por conta de uma viajem com a família e amigos ou também por já estar programado no inicio da temporada e que é essencial para o descanso do corpo e preparar para futuros estímulos.

A duração do período de base fica em torno de três meses e poderá ser maior ou menor de acordo com a modalidade esportiva e a metodologia do treinador ou preparador físico. Durante este período quando falamos de corrida de longa distancia, os treinadores costumam priorizar o volume de treinamento com longas rodagens em ritmos mais leves que ficam dentro de uma zona confortável da freqüência cardíaca. Esta zona de trabalho faz com que o atleta melhore a estrutura do músculo cardíaco e adapte o organismo para que ao longo do ano, possa ser exigido a treinamentos mais intensos.

Junto com o trabalho de rodagem, também temos os treinamentos intervalados (Fartlek) que utilizam de distancias, tempo, freqüência cardíaca ou circuitos com variação de terreno para realizar treinos mais intensos e que substituem temporariamente as sessões de treinos nas pistas, isso para mudar o ambiente e exigir do atleta maiores esforços, pois em sua maioria é utilizado no período de base, locais com grama ou estrada de chão com muitas subidas, descidas e terrenos difíceis de desenvolver a corrida. Também são realizados treinamentos em rampas com distancias variadas e que servem como um treino muscular mais intenso para os atletas e que se trabalhados adequadamente irão oferecer maior sustentabilidade muscular para os atletas e melhorar a coordenação durante as competições.

O treinamento com aparelhos específicos também é utilizado na preparação dos atletas, dentro da metodologia de cada treinador, poderá ser desenvolvido treinos com cargas leves (em torno de 20% do máximo) e até trabalhos mais específicos de força. Os treinamentos com cargas mais baixas geralmente são realizados em circuitos, onde o atleta realiza um exercício para membros inferiores e a pausa é realizada trabalhando membros superiores, por exemplo: Leg Press com Supino. Os treinamentos em circuitos também podem ser intercalados com uma corrida ao final de uma série, essas corridas geralmente são pequenos estímulos mais fortes que as rodagens e visam criar uma adaptação muscular e que está muito próximo a situações de competição, onde o atleta já esta fadigado e mesmo assim terá que buscar um melhor rendimento na prova.

Assim como qualquer outro período de treinamento, a base deve ser feita de forma gradual no que diz respeito ao aumento do volume, para que o atleta não entre em fadiga num período em que o principal objetivo é preservar a musculatura, melhorando a resistência principalmente deixando mais para frente os trabalhos com maior intensidade.

Dicas importantes durante o treinamento de base:

  • Aumente as cargas gradativamente
  •  Procure trabalhar bastante a resistência muscular
  •  Não faça treinamentos com altas intensidades
  •  Procure variar os terrenos em que são realizados os treinamentos
  • A base é o alicerce da temporada e por isso deve ser muito respeitado.





Comente:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do blog