quinta-feira, 21 de maio de 2015

10:47:00

Aspectos para ser um bom treinador esportivo


http://www.academiadecoaching.com.br/wp-content/uploads/2013/06/Coaching-Esportivo-1024x680.jpg

O melhor treinador ou comissão técnica é aquele que se adapta as condições de trabalho. Contudo, existem certas atitudes que podem ser desenvolvidas em qualquer ambiente. O trabalho deve ser o mais individualizado possível

A otimização do rendimento esportivo de qualquer atleta depende da capacidade do treinador se adaptar a sua realidade de trabalho e utilizar, da melhor maneira, os recursos disponíveis. Não podemos negar que existe uma relação diretamente proporcional entre o nível competitivo do atleta e os recursos de treinamento, ou seja, quanto mais treinado for o atleta maior será a necessidade de utilizar ferramentas sensíveis de avaliação e prescrição do treinamento.

Ao bom treinador é essencial o conhecimento científico e prático da modalidade esportiva que se deseja trabalhar. A estratégia a ser utilizada, dependerá muito dos recursos que a equipe ou treinador tem no momento. A utilização de equipamentos sofisticados para fazer as avaliações não faz parte da realidade de muitos treinadores. Mas a aplicação de um treinamento individualizado se torna importante tanto para os esportes coletivos como para os individuais, na medida que existem diferenças individuais em resposta a um mesmo treinamento.

Por isso, a otimização do treinamento não dependerá de apenas um fator. A dedicação do treinador, do atleta, e de uma equipe multidisciplinar auxiliando nas diversas áreas relacionadas ao esporte deve ser a chave para se obter melhores e crescentes rendimentos.

terça-feira, 12 de maio de 2015

11:08:00

Cuidado com o destreinamento nas férias

http://1.bp.blogspot.com/_pAVCsWfJDLo/TRtw9OD33TI/AAAAAAAAAKk/M8PPm31_rU8/s1600/ferias.jpg

A velocidade do destreinamento chega a ser três vezes maior do que a de treinamento. Ou seja, uma semana sem treino equivale a duas ou três semanas de treino, dependendo da pessoa. Logo, é muito mais fácil e rápido destruir um condicionamento físico do que construí-lo.

Para quem treina intensamente, um descanso pequeno, de uma semana, pode ser benéfico. Mas para a maioria das pessoas, a falta de treino piora o condicionamento físico.

Não abandone seus hábitos saudáveis. Sair da dieta nas férias não é um crime, basta compensar esses deslizes equilibrando as refeições diárias. Evite ficar longos períodos sem se alimentar e procure atividades que lhe dão prazer, esteja onde estiver. Atividades ao ar livre em contato com a natureza beneficiam não só o condicionamento físico, como também trazem equilíbrio e recarregam as energias.

Mas é preciso tomar cuidado: muita gente se machuca no período de férias por tentar praticar atividades que nunca fez. O ideal é sempre procurar instrução para fazer os exercícios que não estiver acostumado. E não se esqueça de se hidratar.

sexta-feira, 8 de maio de 2015

09:15:00

A Pliometria no salto vertical no Voleibol


http://i.ytimg.com/vi/fWefAFEYEUQ/hqdefault.jpg

Pliometria. Pliometria é a palavra chave para praticantes de voleibol que querem melhorar a impulsão. A melhora do salto vertical é fundamental para o bom desempenho de vários fundamentos dentro do jogo.

O salto vertical no voleibol permite que o jogador execute o saque em suspensão (o viagem ao fundo do mar), o bloqueio, a cortada, o levantamento e quando necessário, praticar ações defensivas.
O salto vertical por ser um movimento multiarticular complexo que envolve a interação de diversos músculos e articulações além de fatores biomecânicos e fisiológicos, precisa de uma avaliação ampla de cada um desses componentes. Assim, podemos identificar em qual aspecto do salto nosso atleta é deficiente e corrigir imediatamente.

A força de potência é a mais atuante nos saltos do jogador do voleibol . O excelente salto vertical do voleibolista depende da força e da velocidade dos membros inferiores, a potência. Mas não podemos esquecer que a boa técnica desportiva também otimiza a altura do salto.

O salto vertical é executado numa fração de segundo, portanto seu combustível principal é a via metabólica do ATP–CP (creatina–fosfato) . Desta forma é importante aumentar a capacidade dos músculos em utilizar energia anaerobicamente. Exercícios de alta intensidade e curta duração – coordenativos de salto e exercícios pliométricos assim como exercícios de força com sobrecarga e alta velocidade de execução (próximo tópico) – devem ser explorados como forma de condicionamento. Para grande parte das modalidades esportivas, a resistência de força nos saltos é tão importante quanto a altura atingida no salto em si.

A potência possibilita o atleta saltar mais rápido e alto porque ocorre rápida contração muscular, embora a força isométrica máxima no momento da extensão do quadril e do joelho, e na flexão plantar, correlaciona-se significativamente com o salto vertical do atleta.

Portanto, se você é praticante ou lida com voleibol, use a PLIOMETRIA para melhorar o salto vertical.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do blog