sábado, 12 de dezembro de 2015

Princípio da adaptação e os tipos de estímulos






O Princípio da Adaptação ocorre quando os tecidos são estimulados, produzindo tanto adaptações metabólicas quanto fisiológicas. Este princípio deve ser aplicado com uma frequência gradativa, tendo em vista que se o treinamento utilizador deste princípio não for realizado regularmente, os benefícios serão perdidos.

Nosso organismo depende de uma situação conhecida como homeostase (estado de equilíbrio dinâmico), onde todas as funções metabólicas, fisiológicas, hormonais e termorreguladoras estão equilibradas. Durante o treinamento, quebramos este equilíbrio onde geramos no nosso corpo uma reação de alarme onde ocorrerá uma série de adaptações a curto e longo prazo que chamamos de sepercompensação, que tem a função de levar o organismo a atingir uma aptidão física superior, preparando-o para novo estímulo de maior intensidade.
Existem três tipos de estímulos:

Estímulo fraco; só aguça e não quebra a homeostase, por isso não tem efeito.

Estímulo correto; quebra a homeostase e permite a supercompensação. Resulta em adaptação, ganhos e é a mais correta relação entre estímulo e repouso.

Estímulo muito forte; quebra a homeostase e não permite adaptação, podendo levar a síndrome de overtraining, que se configura com o excesso de treinamento.

Um programa de exercícios bem elaborado respeitando seus princípios descritos faz com que o programa ganhe muita eficiência e qualidade para se atingir os objetivos estabelecidos com sucesso!



Comente:


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do blog